Arquivo mensal: dezembro 2011

papai noel e a varinha de condão

– ‘O que você quer ganhar do papai noel, minha filha?”

– “Uma varinha de condão!”

E eis que o papai noel leva a varinha de condão…

– “Papai noel, a Ana quebrou a minha varinha de condão e eu fiquei muito brava, mas eu vou consertar!”

– “Eu te dou outra, minha filha.”

E eis que, com a varinha de condão, ainda se teve direito a saia rodada e um chapéu de fada.

Papai noel surgiu  pelo menos 4 vezes na vidinha da Catarina esse ano. Os olhinhos brilharam, ela saiu correndo pra ver de onde vinha o sininho que tocava lá fora. Quando voltou, o saco vermelho, e junto com ele, a ingenuidade doce de uma criança.

Papai noel é um velhinho porco capitalista, é verdade. Mas a magia em torno da sua figura e a alegria nos olhos da criança não pelos presentes, mas pela ideia de alguém que pensou nela e na sua varinha de condão, isso não tem preço.

Só espero que com sua varinha de condão Catarina consiga ser a fada madrinha de todos os nossos natais.